La France qui samba

01 mars 2014

Vem pra Portela - Candeia

Vem pra Portela(Candeia e Coringa)Oh! Vem então...Madrugada vem surgindo,o samba se despedindoaté pro ano que vem, carnaval....Vou sambar na Portela,em plena avenida,ô, ô, ô,Despertar alegria oprimida da vida.Hoje o samba refletea paz e a existênciaenaltece a nobreza do mundo e a ciência.Agradeço a Deus,pois antes de morrer, ô, ô, ô,vi no globo terrestrea Portela vencer, obrigado senhor...Portela é perfume da flor,é aroma no ar,para sentir só basta saber respirar,seu azul é além do céu,seu branco é amor e paz,divino é seu pavilhão,vem... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 11:07 - Commentaires [1] - Permalien [#]
Tags : , ,
27 février 2014

Samba no Bixiga - Adoniran Barbosa

Samba no Bixiga  (Adoniran Barbosa) 1956Domingo nós "fumo" ( fomos ) num samba no Bixiga,na rua Major, na casa do Nicola.A mesa não deu conta,saiu uma baita 'duma' ( de uma ) briga,era só pizza que avuava junto com as"braxola" (bracholas).'Nóis' ( nós )  era estranho no lugare não 'quisemo' ( quisemos ) se meter,não 'fumos' ( fomos ) lá 'pra' ( para ) briga, nós 'fumos' ( fomos ) lá 'pra' ( para ) "come" (comer).Na hora "h" 'se enviemo'  ( nos enviemos ) de baixo da mesa'fiquemo' ( fiquemos )  ali, que beleza vendo... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 17:07 - Commentaires [2] - Permalien [#]
Tags :

02 décembre 2013

Rara - Luiz Carlos da Vila

Rara  (Luiz Carlos da Vila - Nelson Sargento)Lara, o seu laraiá é lindorara ao bailar sorrindosão canções de quem tanto, tantoscorações retém com o seu canto.Baila e baila o arque ouvindovai lá, vem cáe o mar ao ouvirtraz o luar mais pra sifaz o jardim beija-flore o sol se põe a aplaudiro samba que a terra criouem Lara a mais clara versão do amor. Luiz Carlos da Vila ,de son vrai nom Luiz Carlos Baptista (21 juillet 1949,Rio de Janeiro-20 octobre 2008).C'était un compositeur et interprète,membre du cercle des compositeurs... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 15:19 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
29 avril 2013

Des forêts d'Amazonie jusqu'à New York,de Cambuci à Butantã ,du Rio Paraná au fleuve Garonne,des pieds à la tête,de la complainte de Luis à la samba triste,de la samba érudite à la samba abstraite ,de la science à la condition de vie,de la femme dénuée aux égards de l'homme ,de l'amour de dessous au dessus de la vie,du jugement dernier à la longue nuit ,de la nuit de veille jusqu'à la tombée de la nuit ,des éclats de ciel jusqu'au Cuitelinho , du visage type  au visage découvert,de celle que personne ne voulait jusqu'à... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 16:46 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
17 mars 2013

Ciências no samba - Silas de Oliveira

Ciências no samba  (Mano Décio da Viola - Silas de Oliveira)O mundo é o teatro da vidano palco da luta renhidadesempenho meu papelnuma estrada de longa miragemdurante a nossa passagemo cenário é cruelpara os incompreensíveiso fenômeno admissível é relativo, é naturalmas para o leigo a decisão informalé sempre procurar a solução do mal.As leis que regem o universosão santas e naturaisforça e matéria são os dois únicosprincípios fundamentaisquando a tendênciatem em suma influênciaimanada no terrordiz o livro da ciênciapra combater... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 12:41 - Commentaires [1] - Permalien [#]
Tags : ,
09 mars 2013

A cigarra e o samba - Luiz Carlos da Vila

A cigarra e o samba (Luiz Carlos da Vila)Que bom ser é a cigarraque está sempre a anunciarbom tempo, se de lá vem chuva,ou o tempo é uma uva pra gente nadar.a solidão e a farranarra ela em seu cantaro tempo de sol ou de chuvacai como uma luva pra gente sambar.Em algum lugar do planetaa cigarra canta (todo dia)o samba não é um cometaé o sol que abrilhanta (todo dia)e desafia ao cantarem tempo de pouca alegria;se é pra morrer, morrerá com melodiadesata esse nó da gargantae imita a cigarra, meu compadreo samba suplanta,é o vinho que bebe... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:01 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :


03 mars 2013

Disse-me disse - Cristina Buarque

Disse-me disse  (Claudionor Cruz et Pedro Caetano)Chega, eu já sei o que vens me dizer,chega, eu não quero saber.Se ela é falsa, deixa a tristeza comigo,quem fala dela não pode ser meu amigoDisse-me disse é sempre uma fonte de dor,acreditar em tolice é matar um amor.Sou feliz, muito feliz, porque não ligo, quem fala dela não pode ser meu amigo. Cristina Buarque,de son vrai nom Maria Cristina Buarque de Holanda,est née le 23 décembre 1950 à São Paulo.Elle est issue d'une famille d'artistes et d' intellectuels.Son père est... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 19:05 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
19 février 2013

Bolinho de bacalhais - Walter Alfaiate

Bolinho de bacalhais  (Aldir Blanc - Jayme Vignoli - Luis Flávio Alcofra)Esse cara é uma peçaesse cara é demaispediu no bar da Mariabolinho de bacalhaisEsse cara é uma friaesse cara é Zé Manédiz que foi a simpatiaque pegou duas mulher.Ele bota S onde não tem, onde tem tiraparece ministro com a grana do paísdiscutiu mal lá no Pibepiberevoltado respondeuvai pra aquela que te Paris. Esse cara é uma peçaesse cara é demaispediu no bar da Mariabolinho de bacalhais.Esse cara é uma friaesse cara é Zé Manédiz que foi a simpatiaque... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 06:10 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,
14 février 2013

Sonho e realidade - Mauro Duarte

Sonho e Realidade  (Mauro Duarte - Edil Pacheco)Quando nos seus braços eu adormeci,logo veio em mim um sonho assim de paze meu coração, de tanta emoção,descansou feliz pensando em não acordar mais.Quando de manhã sozinho despertei,a realidade desabou em mim,me desesperei, um rio eu choreilembrando o ninho de amor que teve fim.Difícil é esquecer sua doçura,criatura, ameniza o meu sofrernão suporto tanta amargura,de novo me procura,preciso de vocêpara nos seus braços amanhecer,vivo lhe esperando bem querer.   Mauro... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 09:49 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,
03 février 2013

Mulher que não dá samba - Paulo Vanzolini

Mulher que não dá samba   (Paulo Vanzolini) Parece que vai tudo em santa paz,na base do mais ou menos,um pouco mais menos do que mais,tão regular, sem reclamarporém não satisfaz.Mas, francamente, de que serve tanta paz,ainda se fosse brava, porém competente,se atrás da bronca viessea roupa limpa, o café quenteou se fosse ignoranteno claro e ardente no escuro,Eu lhe asseguronão faria falta a paz,Mulher que não dá samba eu não quero mais,Mulher que não dá samba eu não quero mais! Paulo Emílio Vanzolini est né le 25 avril... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 11:03 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :


Fin »