30 novembre 2012

Noite longa -Paulo Vanzolini

Noite longa  (Paulo Vanzolini-Toquinho)Paro junto ao leito,fico a te fitar.Calado então me deitoevitando te acordar.Trancadas no meu peito,tantas coisas pra falar,sem ter um jeitoao menos de chorar.Inquieto escutoa noite a se escoar.Minuto após minuto,pára e pinga devagar.O peito irresolutoquer partir e quer ficar,sem ter um jeitoao menos de chorar.Penso em ceder como cedi,viver de novo o que vivi,matar o orgulho e ser escravo teu.Não sei viver sem ti,não sou ninguémmas sem orgulho eu não sou eu.Recomeçar desde o começo,pagar de... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:10 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,

29 novembre 2012

Vida dá - Eduardo Gudin

Vida dá  (Eduardo Gudin)Quantas vezes, nem sei, eu quis na sorte mandar,fiz promessa de rei, que é pra nunca quebrarmas quebrei outra vez e quantas vezes serãoaté eu saber: vida dá lição.E se ter humildade é bomaprender que dá pra viver sem amor e com,o destino é a brisa se a gente seguir,tormenta se a gente teimar,precisa saber se deixar levar.Quem espera o que nunca vemquer guiar a vida, a vida não diz "amém"mas ela convida se a gente ficar espertoe reconsiderar é certo que a vida vai mais além.Quantas vezes, nem sei, eu quis... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:15 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
28 novembre 2012

Não sei -Mauro Duarte

Não sei  (Mauro Duarte - Noca Da Portela)Se eu morrer agora,pra onde vou não sei,se vão ficar chorando,também se vão ficar sorrindo,eu não sei por que.Será que vão levar na minha campa aquela florpor formalidade ou por amor, não sei.Não quero que guardem ódio nem rancordaquele que em vida tudo perdoou. Mauro Duarte (02 juillet 1930 - 26 aout 1989)dit "Bolacha" à cause de son visage aplati et rond en forme de"pleine lune".Malgré qu'il soit finalement très peu connu,Mauro Duarte était un compositeur hors norme.Ses compositions... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 09:07 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
27 novembre 2012

Tristezas não pagam dívidas - Ismael Silva

Tristezas não pagam dívidas  (Ismael Silva)Tristezas não pagam dívidas,não adianta chorar,deve-se dar o desprezoa toda mulher que não sabe amar.O homem deve saber,conhecer o seu valor,não fazer como o Inácioque ,por causa de amor, trancou o EstácioTristezas não pagam dívidas...Nunca se deixa a mulherfazer o que ela entenderpois ninguém deve chorarsó por causa de amore nem se lastimarpor causa disso eu não vou me derrotar. Ismael Silva (14 septembre 1905,Rio de Janeiro - 14 mars 1978)Ismael était un compositeur et interprète... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:05 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,
26 novembre 2012

Alma do samba -Núcleo de Samba Cupinzeiro

Alma do samba  (Edu de Maria - Bruno Ribeiro)Bem alto,longe do asfalto,reside a alma do samba.Anda de sapatos brancossubindo os barrancoscom suas muambas.Dizem na boca do morroque ele é um espírito forrovagando pelas vielas.Chora,pedindo socorroaos humilhados da favela.Foi guerreiro na África antigae aprendeu as mandingas.com seus ancestrais.Sambando,levou sua gingaaos salões imperiais.Salve o rei negro imortal,fugitivo das senzalasque tombou crivado de balasdando a vida pelo carnaval. Le Núcleo de Samba Cupinzeiro est un... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:16 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
25 novembre 2012

Eu não sou do morro - Chico Santana

Eu não sou do morro (Chico Santana)Não sou do morro mas eu gosto de samba.Eu fui criado no meio de gente bamba,A minha vida como é tão belaOh minha,minha querida Portela!Conversa puxa conversae da conversa nasce a luz.Não acreditando venha em Oswaldo Cruz.Vem ver como é bonito,venha sentir prazerque a velha PortelaÉ aquela até morrer.(tu deves saber!!) Chico Santana,de son vrai nom Francisco Felisberto Santana (22 septembre 1911 à Rio de janeiro-26 mars 1988)C'était un compositeur de la Velha guarda da Portela.Son oeuvre est en... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 00:05 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,

24 novembre 2012

Tenho que fugir - Wilson Batista

Tenho que fugir  (Germano Augusto - Wilson Batista)Eu tenho que fugir,de trem ou de vapor,talvez posso esquecer esse amor.O coração desse malvadoé uma arapuca,vou me emboraenquanto é tempo,senão acabo maluca.Quando nós vimosa primeira vez,meu coração feztique-taque,tique-taque.Ele se inspirou et recitouum lindo trecho de Bilac:No Rio nas tardes de verão, só não se apaixona quem não tiver coração,refletir..... Wilson Batista,de son vrai nom Wilson Baptista de Oliveira (03 juillet 1913 à Campos (RJ) - 07 juillet 1968 à Rio de... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:17 - Commentaires [4] - Permalien [#]
Tags : ,
23 novembre 2012

Teima quem quer - Paulo Vanzolini

Teima quem quer  (Paulo Vanzolini)Que teimosia,nada nos une, tudo nos separa.Só quando a vida párae o tempo se distraido momento que vai,do grito ouvido ao vidro estilhaçado,é que eu paro ao teu lado e nós trocamos,vidas perdidas por horas roubadas.Teima quem quer,deixa disso mulher.A sorte não dá pra todosmas não escolhe a quem falta.De um lado tem maré alta,do outro, praia de fora.Quem não tem juízo é que chora,quem tem é que não se toca.Deus sabe o dia e a hora,aperta mas não sufoca.Entre o grito e o estilhaço,cabe outra vida... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:09 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
22 novembre 2012

Reserva de domínio - Mauro Duarte

Reserva de domínio  (Mauro Duarte - Paulo César Pinheiro)Um coração tão machucado como o meunão tem mais forças pra agüentar uma outra dor,já está cansado de aventuras,foram tantas amarguras,tá difícil de encarar um novo amor.Mas sei que muitas insistências vão surgircom a carência que hoje existe por aí,pois a alma aflita pelo tédiomediante tanto assédiose também se descuidar vai sucumbir.Mas tem que suportar,sem se preocupar,com as palavras atiradas pelo chão,com as promessas perturbando o coração.São juras e mais juras... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:09 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
21 novembre 2012

Camisa listrada - Assis Valente

Camisa listrada  (Assis Valente)Vestiu uma camisa listrada e saiu por aí,em vez de tomar chá com torrada ele bebeu parati.Levava um canivete no cinto e um pandeiro na mãoe sorria quando o povo dizia: sossega leão, sossega leão.Tirou o anel de doutor para não dar o que falare saiu dizendo eu quero mamarMamãe eu quero mamar, mamãe eu quero mamar.Levava um canivete no cinto e um pandeiro na mãoe sorria quando o povo dizia: sossega leão, sossega leão.Levou meu saco de água quente pra fazer chupeta,rompeu minha cortina de veludo pra... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:06 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :