18 novembre 2012

Como é que eu posso? - Cartola

Como é que eu posso ?  (Cartola)Como é que eu possocozinhar sem banha,sem cebola e alho,sem vinagre e cheiro.Como é que eu possoter bom paladar,sem você deixarA grana pros temperos.Pois fique sabendo,que o feijão bichadoe o arroz quebrado,que alguém lhe vendeu,já despejei tudinho no terreiro,veja bem o dinheiroque você perdeu.Ou você acaba com essa economiaou então acaba-se nossa amizade.Já reclamo isso quase todo dia,você me responde com simplicidade.É que a cebola minha filha, está soberba,o alho e o vinagre cada vez subindo... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:48 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,

04 novembre 2012

Qual foi o mal que eu te fiz? - Noel Rosa

Qual foi o mal que eu te fiz ? (Cartola e Noel Rosa)Dizqual foi o mal que eu te fiz?Eu não te farei essa ingratidão.Foi um palco contra nossa amizadeNão creias, não pode ser verdade.Não creias nestas mentirasque roubam nossa alegria,os invejosos se vingamarmados de hipocrisia.A mentira ,infelizmente,o mais forte amor destróimas se eu não tenho remorso,O meu coração não dói.Dizqual foi o mal que eu te fiz?Eu nãote farei essa ingratidão.Foi um palco contra nossa amizadeNão creias, não pode ser verdade.Disseste que te enganei,não sou tão... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 07:43 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
26 septembre 2012

Alegria - Cartola

Alegria  (Cartola - Gradim)Alegria,Era o que faltava em mim,Uma esperança vaga,Eu já encontrei,Pelos carinhos que me faz,Me deixa em paz,Não te quero ver,Para nunca mais.Eu sei,Que teus beijos e abraços,Tudo isso não passa,De pura hipocrisia,Já que tu não és sincera,Eu vou te abandonar,Um dia. Cartola,de son vrai nom Angenor de Oliveira (11 octobre 1908,Rio de Janeiro - 30 novembre 1980)C'était un guitariste,un compositeur et un interprète.Son surnom de Cartola lui vient du chapeau qu'il utilisait pour protéger sa tête des... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:05 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
31 juillet 2012

Silêncio de um cipreste - Cartola

Silêncio de um cipreste  (Carlos Cachaça - Cartola)Todo mundo tem o direitoDe viver cantandoO meu único defeitoÉ viver pensandoEm que não realizeiE é difícil realizarSe eu pudesse dar um jeitoMudaria o meu pensarO pensamento é uma folha desprendidaDo galho de nossas vidasQue o vento leva e conduzÉ uma luz vacilante e cegaÉ o silêncio do cipresteEscoltado pela cruz. Cartola Carlos Cachaça Cartola,de son vrai nom Angenor de Oliveira (11 octobre 1908,Rio de Janeiro - 30 novembre 1980)C'était un guitariste,un compositeur et un... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:13 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,
01 juillet 2012

Corra e olhe o céu - Cartola

Linda!Te sinto mais belaE fico na esperaMe sinto tão sóMas!O tempo que passaEm dor maiorBem maior…Linda!No que se apresentaO triste se ausentaFez-se a alegriaCorra e olhe o céuQue o sol vem trazerBom diaAaai!Corra e olhe o céuQue o sol vem trazerBom dia… Cartola,de son vrai nom Angenor de Oliveira (11 octobre 1908,Rio de Janeiro - 30 novembre 1980)C'était un guitariste,un compositeur et un interprète.Son surnom de Cartola lui vient du chapeau qu'il utilisait pour protéger sa tête des projections de ciment qui tombaient lorsqu'il... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 20:33 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
14 mai 2012

A cor da esperança - Cartola

A cor da esperança  (Cartola e Roberto Nascimento)Amanhã,A tristeza vai transformar-se em alegria,E o sol vai brilhar no céu de um novo dia,Vamos sair pelas ruas, pelas ruas da cidade,Peito aberto,Cara ao sol da felicidade.E no canto de amor assim,Sempre vão surgir em mim, novas fantasias,Sinto vibrando no ar,E sei que não é vã, a cor da esperança,A esperança do amanhã. Cartola,de son vrai nom Angenor de Oliveira (11 octobre 1908,Rio de Janeiro - 30 novembre 1980)C'était un guitariste,un compositeur et un interprète.Son... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 19:03 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
21 avril 2012

Preciso me encontrar - Cartola

Preciso me encontrar ( Candeia)Deixe-me ir, preciso andar,vou por aí a procurarrir pra não chorar.Quero assistir ao sol nascer,ver as águas dos rios correr,ouvir os pássaros cantar,eu quero nascer, quero viver...Deixe-me ir preciso andar,vou por aí a procurarrir pra não chorar.Se alguém por mim perguntar,diga que eu só vou voltarquando eu me encontrar... ... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 23:59 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,
09 mars 2012

Nós dois - Cartola

Nós dois  (Cartola) Está chegando o momentoDe irmos pro altarNós doisMas antes da cerimôniaDevemos pensar em depoisTerminam nossas aventurasChega de tanta procuraNenhum de nós deve terMais alguma ilusãoDevemos trocar idéiasE mudarmos de idéiasNós doisE se assim procedermosSeremos felizes depoisNada mais nos interessaSejamos indiferentesSó nós dois, apenas dois,Eternamente. Cartola et son ange gardien:Dona Zica Cartola,de son vrai nom Angenor de Oliveira (11 octobre 1908,Rio de Janeiro - 30 novembre 1980)C'était un... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 19:01 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
05 février 2012

O inverno do meu tempo - Cartola

O inverno do meu tempo (Cartola/Roberto Nascimento) Surge a alvoradafolhas a voare o inverno do meu tempo começaa brotar, a minar.E os sonhos do passadono passado estão presentes,e o amor que não envelhece jamaiseu tenho paze ela tem paz.Nossas vidas,muito sofridas,caminhos tortuosos,entre flores e espinhos demais.Já não sinto saudadesaudades de nada que vi,o inverno do tempo da vidaoh! Deuseu me sinto felizSurge a alvoradafolhas a voar... Cartola,de son vrai nom Angenor de Oliveira (11 octobre 1908,Rio de Janeiro - 30 novembre... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 17:12 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :