15 janvier 2013

Fotos e fatos - Élton Medeiros

Fotos e fatos  (Élton Medeiros e Otávio de Morais)Teus retratos, saudade colecionoude um grande amor, guardadoentre os guardados a que o coração se acostumou.Colados por dentro da porta do armáriohorário de um tempo feliz que passou.Fotos e fatos o que passou não mudounem mudarão teus atossó nos retratos teu sorriso lindo amarelou.Colados por dentro da porta do armáriohorário de um tempo feliz que passou.Homem nenhum se envergonhase guarda o que sonhase é sonhadorguarda os sorrisos nas fotose os tempos remotos em que ela me... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 07:10 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :

14 janvier 2013

Sorri - Élton Medeiros

Sorri  (Élton Medeiros e Zé Keti)Sorri,depois do beijo, sorri,depois do abraço, parti,marcamos um novo encontro,tu não vieste,fiquei triste,a lua cheia fez-me sorrir,depois do beijo, sorri,depois do abraço, sentimuitas saudades de ti.Amei,porque amor por ti,eu tinha demais,te adoreiE tu roubaste a minha alegria de viver,eu chorei,depois eu sorri... Elton Medeiros,de son vrai nom Elton Antônio de Medeiros,est né le 22 juillet 1930 à Rio de Janeiro.C'est un musicien,producteur,compositeur et interprète.Il fut l'un des piliers... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:10 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
27 décembre 2012

Tesouro guardado - Élton Medeiros

Tesouro guardado  (Cláudio Jorge e Élton Medeiros)Eu vivo a te procurar,tentando enganar a dor,desejo sonhado, tesouro guardado,vontade de ser feliz.Jardim só de uma florna minha imaginação,tesouro queridopor mim perseguido,plantado em meu coração.Em mim a saudade dóide um tempo que eu não vivi,dos beijos que não provei,dos lábios que não senti,deve estar bem ao meu ladoe eu não percebi,tesouro guardadopor mim cobiçado,semente de uma paixão,tesouro queridopor mim perseguidoplantado em meu coração. Elton Medeiros,de son vrai... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:22 - Commentaires [1] - Permalien [#]
Tags : ,
14 décembre 2012

Meu sapato já furou - Élton Medeiros

Meu sapato já furou  (Élton Medeiros e Mauro Duarte)Meu sapato já furou,minha roupa já rasgou,eu não tenho onde morar, onde morar.Meu dinheiro acabou,eu não sei pra onde vou,como é que eu vou ficar, que eu vou ficar.Eu não sei nem mais sorrir,meu amor me abandonou,sem motivo e sem razãoe pra melhorar minha situaçãoeu fiz promessa pra São Luiz Durão.Quem me vê assim deve até pensar que eu cheguei ao fimmas quando a minha vida melhorar,eu vou zombar de quem sorriu de mim. Elton Medeiros,de son vrai nom Elton Antônio de... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 00:20 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
12 novembre 2012

Sebastiana - Élton Medeiros

Sebastiana  (Ciro de Souza e Élton Medeiros)Sebastiana desfilando na avenidavai vestida de princesanum carnaval tristeza.Vai no compassode quem pisa na saudadede quem pisa na verdadede uma vida de incertezasTraz nos bordadospaetês plumas e rendasna mais pura das vontadesde crescer sem ter pra quêPorque, de fato na verdade mascaradaQue é por todos comentadaSebastiana não crê.Antigamente,quando a escola desfilavaSebastiana cantavaesbanjando animaçãoMas hoje em diaApesar da fantasiaSebastiana desfilasem demonstrar emoçãoTalvez quem... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:08 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
29 octobre 2012

Pra fugir da saudade - Élton Medeiros

Pra fugir da saudade  (Élton Medeiros e Paulinho da Viola) Saudade,você fez da minha vida,uma rua sem saídapor onde andou minha solidão,e hoje,quando tudo é esquecimento,uma flor sobrevive ao tempoe se desfolha em meu coraçãopara aliviar o meu sofrimento.Rompe em silêncio meu canto de felicidadedentro de um samba eu desfaço o que ela me fez,quero abrigar, no entanto,mais uma flor que renascepara fugir da saudade e sorrir outra vez. Elton Medeiros,de son vrai nom Elton Antônio de Medeiros,est né le 22 juillet 1930 à Rio de... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:20 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,

03 octobre 2012

Aurora de paz - Elton Medeiros

Aurora de paz  (Cacaso - Élton Medeiros)Olha pra frentee sente essa auroraque vai nascer.Segue adiantepois em cada instante,você vai verque o amor que a gente perdenasceu para se perdere se o amor da gente morre,a gente não vai morrer.Se não ficou era ilusão,não seja assim tão infelizque ainda existe um coraçãoque vai abrigar outro amordiferente da ilusão.Enfrente a vida sorrindo,nossa manhã já vem vindo,repare que dia lindopra lhe consolar,prepare o seu coraçãoque essa aurora é de paze quem já sofreu uma vezdesta vez não sofre... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:18 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
22 août 2012

Tá bem, mulher - Elton Medeiros

Tá bem mulher  (Carlinhos Vergueiro e Élton Medeiros)Tá bem, mulherEu bem sei que errei tantas vezesMe fiz igualAo chicote que bate nas resesFeri você,E levei pro caminho da solidãoDepois fugi,E nem dei a você uma explicaçãoPor isso agora voltei,Pra pedir perdãoPra castigar meu coraçãoO que eu vivi, foi ilusãoAí então, eu entendiQue a vida foi feita pr’aqueleQue sabe se darTraz o meu samba popularAs marcas de quem aprendeuCom o tempo a razão de amarTraz o meu samba popularO grito de quem só reclamaPerdão para não chorar. ... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:14 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags :
07 août 2012

Rosa de ouro - Elton Medeiros

Rosa de ouro  (Élton Medeiros - Hermínio Bello de Carvalho - Paulinho da Viola)Ela tem uma rosa de ouro nos cabelose outras mais tão graciosas;Ela tem outras rosas que são os meus desvelos.E seu olhar faz de mim um cravo ciumentoem seu jardim de rosas.Rosa de ouro, que tesouroter essa rosa plantada em meu peito!Rosa de ouro, que tesouroter essa rosa plantada no fundo do peito!Essa rosa de ouro que eu trago nos cabelos,e outras mais tão graciosas,floresceu no lindo jardim dos meus desvelos;Brotou em meu coração e cravos... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:17 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , , ,
18 juillet 2012

Coisas simples - Cláudio Jorge

Coisas simples  (Elton Medeiros - Cláudio Jorge)Eis que mais uma vez o amorMexe com o meu coraçãoOnde ainda está guardada a dorDa última desilusãoChega feita absolviçãoQue nem indulto de um reiQue me liberta na cançãoAs rimas de amor e florQue eu seiComo é bom viver esse momentoOnde tudo é motivo pra sonharUm beijo, um abraço, um olharUm chopp, um bom papo e o luarSão coisas simples que a paixãoVem pra valorizar.          Cláudio Jorge et Elton Medeiros Cláudio Jorge de Barros est né... [Lire la suite]
Posté par Alain1881 à 05:22 - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : ,